Perguntas e respostas

1 - O que é o TauroLock™?

É uma solução anticoagulante e antimicrobiana, que deve ser usada para preencher o lúmen de caceteares central venoso. Tem demonstrado ser uma alternativa muito eficaz no controle de infecção e durabilidade do cateter.

2 - Onde deve ser usado?

Deve ser instilado no lúmen do cateter, após o tratamento. Sua permanência evita a formação de coágulos e biofilmes, além de impedir o crescimento de bactérias e fungos. 

 A solução deve ser aspirada, antes de se iniciar o próximo tratamento.

A solução TauroLock™ U25000 pode ser usada antes do tratamento, para dissolver coágulos no cateter e também para fazer a profilaxia contra formação de coágulos.

3 - Quais são os ingredientes ativos no TauroLock™?

TauroLock™

4 - Quais são os ingredientes ativos do TauroLock™?
  • TauroLock™ – cyclo-taurolidina e citrato a 4%
  • TauroLock™ Hep100 – cyclo-taurolidina, heparina (100 IU/mL) e citrato a 4%.
  • TauroLock™ Hep500 – cyclo-taurolidina, heparina (500 IU/mL) e citrato a 4%.
  • TauroLock™ U25000 – cyclo-taurolidina, citrato a 4% e urokinase (25000iU).
5 - Qual é a apresentação do TauroLock™? Ele possui registro na Anvisa?

TauroLock™

6 - Caso o TauroLock™ extravase para a corrente sanguínea por um erro na administração do produto, há algum perigo para o paciente?

Não, pois se a Cyclo-taurolidina extravasar para a corrente sanguínea, é rapidamente metabolizada para o aminoácido natural taurina e dióxido de carbono. Devido a esse metabolismo não há riscos para o paciente.

A concentração de citrato é apenas 4%, conforme definido pelo FDA.

7 - Por que o TauroLock™ possui apenas 4% de citrato?

O TauroLock™ possui a concentração de 4% de citrato em atendimento a uma definição do FDA (Food and Drug Administration – EUA) de abril de 2000, veja abaixo o trecho desse documento:
Trecho da Carta do FDA, determinando a concentração de citrato em 4%.

FDA Alerts April 2000 FDA Issues Warning on TRICITRASOL “FDA is urging hospital pharmacies and hemodialysis units across the U.S. to stop using the product. Alternative 4% solutions of citrate ate available for use in these and most other medical settings.” The Renal Network – 911 E. 86th Street, Suite 202, Indianapolis IN 46240 for more information call 317-257-8265 (phone) or 317-257-8291 (fax) or Email to: info@nw9.asrd.net and info@nw10.esrd.net This website adheres to the CMS Privacy Policy for all brow


Além disso, diversos estudos mostram que o citrato em alta concentração pode ter riscos aos pacientes, quando cai na corrente sanguínea, como:

A. Efeitos hipocalcêmicos.
B. Formigamento nos dedos das mãos.
C. Gosto metálico.
D. Arritmia.
E. Parada cardíaca.

“Punt, C.D., Boer, W.E., Cardiac arrest following injection of concentrated trisodium citrated, Clinial Nefrology, 2008,69:117-118.”


F – Embolia.

“Willicombe, M.K., Vernon,K., Devenport, A. Embolic Complications From Central Venous Hemodialysis Catheteres Used with Hypertonic Citrate Locking Solutions, American Journal of Kidney Diseases, 2009, e-pub.”


G- Bloqueio do cateter, devido a precipitação de proteína quando é usado citrato acima das concentrações de 12%. 


“The arrow indicates the precipitated protein within test tube (B3) after centrifugation of the test solution consisting of 1 mL WB and 4 ML citrate 32.7%. The tubes with test solutions containing citrate of <12%in the dilution series (B6 with 11.7%; B7 with 9.3 and B8 with 4.7%) revealed no signs of protein precipitation.”

“Schilcher, Gernot, Trisodium Citrate indicated protein precipitation in haemodialysis cateter micht cause pulmonar embolism, Nephrology Dialysis Transplantation (2012).”
8 - Qual o papel da Cyclo-Taurolidina?

A Cyclo-Taurolidina previne infecções na corrente sanguínea relacionadas ao cateter, pois atua via transferência de N-methylol C-1 para os blocos de construção do centro nucleofílico das estruturas moleculares microbianas. Como consequência, as paredes celulares das bactérias e fungos são destruídas. A Cyclo-Taurolidina também é ativa contra germes altamente resistentes, como: MRSA, VRE, Mycobacterium chelonae, Stenotrophomonas Maltophilia e mais 500 germes testados (in vitro).

O TauroLock™ não é antibiótico, é uma solução, antimicrobiana, anti séptica, bactericida e fungicida e mata as bactérias e fungos em 2 horas.
TauroLock™

Antimicrobial Activity of a Novel Catheter Lock Solutions. Chirac, B. Shah. American Society for Microbiology
9 - Qual a diferença do TauroLock™ em comparação com a Gentamicina e a Minociclina?

A Gentamicina e a Minociclina são antibióticos enquanto que a Taurolidinia é um ingrediente ativo não antibiótico. O TauroLock™ é uma solução anticoagulante (HEP 100 ou HEP500) e antimicrobiana, bactericida e fungicida, não sendo um medicamento, para controle de infecção e patência no acesso ao sistema central venoso.

Segundo um novo relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), a resistência a antibióticos é uma “ameaça global” à saúde pública. O órgão analisou e afirmou que essa resistência está ocorrendo “em todas as regiões do mundo”.

A OMS disse que caminhamos rumo a uma “era pós-antibiótico”, em que pessoas morrem de infecções simples.

“Emergence of Gentamicin-Resistant Bacteremia in Hemodialysis Patients Receiving Gentamicin Lock Catheter Prophylaxis. Daniel L. Landry”
10 - Qual a vantagem do TauroLock™ sobre a Heparina?

A Heparina tem função exclusivamente anticoagulante, enquanto que o TauroLock™ possui vantagens clínicas devido as suas propriedades bactericida e fungicida. Previne a formação de biofilme, evitando infecções na corrente sanguínea relacionadas ao cateter (CRBSI).

Conforme dados publicados, o uso do TauroLock™ proporciona economia de 61% versus o uso da Heparina.

“C. Tayler, J. Cahill, M. Gerrish, J. Little, J. Ren. Care, 2008, 34, 116-120.
A randomized Double-Blind Controlled Trial of Taurolidine-Citrate catheters Locks vs. Heparin (5000iU / mL) for the prevention of Bacteremia in Patients Treated with Hemodialys. L.R. Solomon
11 - Quais são os objetivos do TauroLock™?

A. Prevenção de infecções relacionadas ao cateter, pois é fungicida e bactericida dentro de 2 horas (in Vitro).
B. Manter a patência do lúmen interno do cateter.
C. Segurança para o paciente, não há efeitos adversos até a presente data.
D. Desobstruir o lúmen do cateter – TauroLock™ U25000.
TauroLock™

12 - Podemos utilizar no mesmo tratamento os modelos diferentes do TauroLock™?

Sim, é possível o uso alternado de soluções de bloqueio diferentes no mesmo cateter. Podemos combinar TauroLock™ HEP 100 ou Hep500 com TauroLock™ – 25000. A decisão sobre qual solução será mais adequada para bloquear depende da situação individual do paciente com cateter.

13 - Há algum risco no uso do TauroLock™ U25000 (que contém Uroquinase)?

Não há nenhum risco, pois lembramos que o TauroLock™ U25000, após diluído, apresenta a concentração de 5000 IU, que é a dose preconizada para administração sistêmica.

Assim, se ocorrer um extravasamento, não haverá riscos para o paciente. Existem relatos frequentes de diferentes reações quando há instilação de outras soluções na corrente sanguínea, como por exemplo a Estreptoquinase.

Prophylactic Urokinase in the Management of Long-Form Access Devices in Children: A children’s Oncology Group Study. Peter W. Dillon. Journal of Clinical Oncology.
14 - O TauroLock™ pode ser utilizado em recém-nascidos e crianças com idade inferior a dois anos?

Sim, deve haver o cuidado na hora da instilação. Instile vagarosamente o TauroLock™ dentro do dispositivo de acesso vascular em quantidade suficiente para preencher completamente o lúmen do cateter, não mais do que 1 ml em 5 segundos. Não há evidências ou testes realizados.

15 - Qual seria a melhor maneira de usar o TauroLock™?

A. Iniciar o processo em cateteres já em uso com o TauroLock™ U25000 para dissolver materiais fibrinosos no cateter e também promover a profilaxia. Depois utilizar o TauroLock™, TauroLock™HEP 100 ou TauroLock™HEP 500 para evitar a formação de coágulos e prevenir futuras infecções ou obstruções, seja por formação do biofilme ou coagulação.

B.
Para cateteres novos, utilize imediatamente o TauroLock™, TauroLock™ HEP 100 ou TauroLock™ HEP 500. É indicado o uso do TauroLock™ U25000 a cada 30 ou 60 dias, como forma de profilaxia.

C. Sempre aspirar o TauroLock™ do cateter, antes do próximo tratamento e enxaguar o cateter com pelo menos 10 ml de soro.

16 - O TauroLock™ pode ser usado em cateteres de Diálise Peritoneal?

Sim. Estudos recentes na França, obtiveram excelentes resultados. Deve-se obedecer rigorosamente o protocolo (usar para bloqueio 3,5 ml do TauroLock™ HEP 500 e instilar no peritônio).

17 - Como deve ser armazenado o TauroLock™?

TauroLock™